ZN-FILOSÓFICA

terça-feira, 29 de novembro de 2011

AS INFORMAÇÕES QUE DESINFORMAM

Galvão Bueno faz barraco durante show de Luan Santana
Container Conteúdo – seg, 28 de nov de 2011 09:20 BRST

O narrador esportivo Galvão Bueno teria perdido a cabeça na última quinta-feira (24), quando esteve no show de Luan Santana, em São Paulo. Segundo o jornal “O Dia”, desta segunda-feira, (28), ele se desentendeu com a mulher, Desirée Soares e promoveu o maior barraco.
O jornal informa que Galvão ficou tão irritado que até jogou champagne no rosto dela e a empurrou na frente de todos. Desirée, que estava em pé, caiu sentada no sofá do camarote, envergonhada.
Embora ninguém saiba o conteúdo da discussão, o motivo da briga teria começado quando ela deu uma entrevista para a Rede Record, o que teria desagradado o locutor. Após o bate-boca, eles foram embora antes de o show terminar.
Que deselegante!

Zezé di Camargo e Latino presenciam o bafão do Galvão

O narrador da TV Globo, Galvão Bueno, jogou uma taça de champagne na cara da esposa durante o show do Luan Santana na última quinta-feira, 24. Todos que estavam no local ficaram encabulados com a situação, dentre eles o sertanejo Zezé di Camargo e o cantor de funk Latino.
Será que aparecer na Record dói tanto assim na vida do Galvão Bueno?
#ÉÉÉÉÉÉdoooooooooBrasiiiiiiiiiiiiiiiiil


As informações que desinformam
Por: Claudio Fernando Ramos 29/11/2011 Natal-RN, Brasil
É difícil haver, dentro das relações de médio e longo prazo, ausências de conflitos, não importando aqui se são bem ou mal administrados. Aquele ou aquela que julgar-se apto a jogar a primeira pedra e sair ileso, que o faça. Porém advirto, todos que o fizerem, certamente o farão de forma hipócrita (pelo que já fizeram) ou inconsequente (pelo que ainda farão). Gostar ou não do perfil profissional de Galvão Bueno (amado por uns, desprezado por outros) não deveria intervir nas opiniões formuladas pelos leitores da reportagem. Porém, a maior parte do povo brasileiro, a exemplo do narrador global, é passional. Essa passionalidade, a exemplo do que diziam os filósofos estóicos, influenciados por pensamentos platônicos, não retrata a verdade dos fatos. Esse atual excesso de informação cria, necessariamente, desinformação. A grande mídia faz às perguntas e ela mesma dá às respostas (e fica cada vez mais claro que são somente respostas de conveniências mil). Não temos tempo nem condições de processar tudo o que nos chega; a velocidade é absurda. Com o advento da globalização, o senso comum, nunca foi tão comum. Com tudo isso, o máximo que se consegue é alimentar os incautos amantes da filodoxia (amor às opiniões). Mas, nossas verdadeiras e naturais carências, clamam, ininterruptamente, por epistéme (conhecimento autêntico); e isso, nós já deveríamos saber, não encontraremos na vida dessas “personalidades” produzidas ao sabor do IBOPE. Cacau

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

ZN-FILOSÓFICA: A Agonia de Uma Raça

ZN-FILOSÓFICA: A Agonia de Uma Raça: Ouviu-se um brado de dor perpassar toda a senzala, era Zumbi; lamentando pelos seus filhos, que "proibidos" de serem negros em um mundo de ...

A Agonia de Uma Raça


Ouviu-se um brado de dor perpassar toda a senzala, era Zumbi; lamentando pelos seus filhos, que "proibidos" de serem negros em um mundo de brancos, já não podiam mais ser coisa nenhuma.

 Cacau

(20 de Novembro dia da consciência negra!)
 Valeu Zumbi.