ZN-FILOSÓFICA

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

DICAS PARA ESTUDAR FILOSOFIA





Em primeiro lugar, é preciso perceber que não se pode começar o estudo da filosofia lendo os textos dos grandes filósofos, tal como não se começa a aprender atletismo competindo na maratona, nem se aprende a pintar olhando para os quadros de Picasso. É preciso ler primeiro outros livros, que nos introduzem a filosofia.



Ler para entender

Tenha em mente que ao ler filosofia, a atitude ideal é a de tentar entender um pensamento. É muito diferente de ler um jornal. A postura de leitura deve ser totalmente diferente, mais concentrada.


Debate

Filosofia é um tipo de escrita persuasiva. Em geral ao ler um texto filosófico, estamos em contato com a opinião do autor, que está tentando nos convencer de que a opinião dele é plausível.


Não dá para ter pressa

A melhor forma de entender filosofia é com doses homeopáticas. Não podemos pensar em quantidade, mas sim em profundidade. Ler uma página de um romance pode demorar um minuto. Uma folha de um livro de filosofia deve ser lida com mais calma.


Opinião do autor

Antes de começar a ler, escreva num papel os principais pontos de vista do autor. Preste atenção na estrutura do texto também. Leia primeiro o índice do livro.


Anotações

Após a pré-leitura, é hora de começar a ler. Faça anotações das partes essenciais: onde a tese principal é explicada, onde os conceitos-chaves são apresentados, onde argumentos-chaves e as razões são fornecidos.


Análise crítica

Para muitos, filosofia é sinônimo de pensamento crítico. Comece a pensar em comentários críticos e construtivos para o texto. Se o leitor ainda não possui opinião formada sobre o que leu, é necessário voltar a ler. Geralmente só se compreende um texto quando se consegue opinar sobre ele.


Pense antes de opinar

Criticismo filosófico não se conquista rapidamente. A filosofia é reflexiva. É ótimo pensar em críticas para o que leste. Mas o leitor deve refletir primeiro. O que pode parecer perfeitamente lógico de início pode parecer contraditório na segunda e terceira vez.


Empatia filosófica e autocrítica

Se uma obra filosófica está tentando convencer o leitor de algo, é necessário fazer o contrário com o autor. Depois de ter encontrado um argumento ótimo, o ideal é tentar rebatê-lo.


Leitura contínua

Ao começar a entender e a interpretar o que o autor disse, o ideal é ler novamente o texto, afinar os pensamentos e garantir que o pensamento do autor foi interpretado corretamente.


Conversar e debater ideias

Uma das melhores maneiras de aprofundar os pensamentos é discuti-lo com outras pessoas. Mas é preciso ter certeza de que a pessoa com que se vai debater é alguém que realmente entenda de filosofia.

Disponível em:http://www.aviafilosofica.org/uncategorized/dicas-para-estudar-filosofia-2/. Consultado em 12/2013.