ZN-FILOSÓFICA

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

SE NÃO ESCOLHER É RUIM, ESCOLHER ERRADO É PIOR!


Por: Claudio Fernando Ramos, 24/10/2014. Cacau “:¬)


Você quer mesmo saber em quem vou votar no próximo domingo?
Pois é... Complicou!
Por mais estranho que possa parecer, eu também gostaria de saber alguma coisa sobre isso!

No cenário nacional, não sinto saudade alguma do passado tucano, salvo em alguns poucos aspectos; todavia, não estou nem um pouco satisfeito com o presente petista, salvo em alguns poucos aspectos também!

Para piorar, a situação no cenário estadual não é nada promissora: aqui no RN, temos dois burgueses/oligarcas se auto-intitulando representantes dos anseios populares.
Papais Noéis dos pobres!
Até que faz sentido, não demora muito entraremos em dezembro.
Já tivemos o coelho da Páscoa, agora é a vez do bom velhinho.
Se tudo o que está sendo prometido, nos dois níveis de governo, for cumprido ao menos 2/4, o Brasil vira Suécia!
  
Não é da ignorância que nascem as minhas dúvidas, ao contrário, é exatamente pela sua ausência que agora sofro!
Se eu tivesse a passionalidade dos apaixonados...
A ignorância dos incautos...
A utopia dos sonhadores...
A alienação dos fragilizados...
Esse, sem sombra de dúvida, seria o meu melhor momento!
Seria a minha hora de acreditar que é possível mudar, sonhar, transformar... Fazer história decidindo, por meio do voto, o destino da nação!
Mas, como já disse um pensador Iluminista (Rousseau): “inocência”, o homem só possuiu quando viveu no suposto estado de natureza (O Bom Selvagem); em outras palavras, a vida em sociedade, a propriedade privada e os governos despóticos, degeneraram os homens de modo irreversível.
Portanto, segundo o pensador contratualista, a inocência foi inexoravelmente perdida!


Bem... Ainda não sei em quem vou votar, mas de uma coisa já tenho certeza: “nunca antes na história desse país”, a opção pelo voto branco ou nulo se mostrou tão atraente e sensata! Cacau ":¬)