ZN-FILOSÓFICA

domingo, 18 de novembro de 2012

TRICOLORES DE OCASIÃO



(Resposta às perguntas irônicas que me dirigem.)

Por: Claudio Fernando Ramos 18/11/2012 Cacau “:¬)

O para os oportunistas é a ocasião, para os íntegros é o coração. Cacau ":¬)
 O ano é 2012, certamente esse está sendo um dos melhores anos para nós Tricolor das Laranjeiras: Campeão da Taça Guanabara 2012, Campeão Estadual 2012 e Campeão Brasileiro (Tetra). Porém, por conta da inconsistência de muitos,  tenho sido alvo da crítica de várias pessoas que vivem na cidade do Natal, toda vez que visto uma das muitas camisas que possuo do Fluminense. Por aqui é comum as pessoas torcerem para mais de um clube de futebol, algo muito comum nos muitos interiores desse imenso país; isso ocorre por conta de dois fatores fundamentais: primeiro, porque a influência dos canais de TV com sede na Região Sudeste do país (Rio de Janeiro e São Paulo) é algo inexorável; segundo porque os times locais ( no caso de Natal: ABC, América, Alecrim...) são inexpressivos nacionalmente (desculpem-me a franqueza). Esses dois fatores somados, além de outros que prefiro não citar, acabam por produzir anomalias incompreensíveis: quando um time do Sudeste vem jogar contra um time local, para quem se torce? Se você já tem um time, que é o do coração (geralmente da própria região), há lugar, na mesma proporção, para outro (de região diferente)?

Driblando a adversidade, assim fomos campeões!

Eu tenho a minhas próprias respostas para essas duas perguntas; mas elas destoam de tudo o que ouço pelas ruas da capital potiguar.

Não é jogo dos dez erros. Só não vê quem não quer.
Depois do título comemoração com amigos, Redinha praia.
Até o carango é Tricolor!
Sou fruto de uma família de Tricolores. Fui, sou e sempre serei Fluminense (assim foi quando, por um período de tempo, morei em mais de uma Região do país e, consequentemente, em mais de uma dezena de Estados). Para os que vivem me arguindo sobre o porquê de tantas pessoas estarem usando a camisa do Flusão nos últimos dias (com tons de ironia), eu vos digo: perguntem aos que o fazem (e para piorar, a maioria das camisas são falsificadas)! Mas, como ainda insistem em me questionar, eu vos direi: não são Tricolores de coração, são oportunistas,  para esses, o time só ganha relevo guando vence - tornando-se o desejado da grande mídia, passa ser desejado do povão também; esses torcedores - tão mercenários quanto alguns jogadores, são “Tricolores” de Ocasião, nada mais, nem nada menos que isso. 

Se isso não bastar, aos que insistentemente me indagam: qual é o seu primeiro, segundo e terceiro clube quando estás fora do Rio? Eu respondo: Fluminense, Tricolor das Laranjeiras e Fluzão! Cacau “:¬)