ZN-FILOSÓFICA

domingo, 15 de janeiro de 2012

Rosalba é reprovada por 58 por cento e Micarla por 89 por cento

http://tribunadonorte.com.br/noticia/rosalba-e-reprovada-por-58-por-cento-e-micarla-por-89-por-cento/209097

A governadora Rosalba Ciarlini e a prefeita de Natal Micarla de Sousa não conseguiram reverter os índices de desaprovação nos últimos seis meses. Pesquisa Certus, registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o número 002-2012, apontou que as gestões estaduais e municipais se mantém com os mesmos percentuais de desaprovação de seis meses atrás, considerando a margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos. Tanto a governadora Rosalba quanto a prefeita Micarla tiveram um pequeno crescimento na desaprovação, mas que se mantém dentro da margem de erro da pesquisa.
Aldair DantasPrefeita Micarla de SousaPrefeita Micarla de Sousa

A governadora Rosalba Ciarlini é desaprovada hoje por 58,57% dos natalenses. Outros 25,71% aprovam a gestão. Dos 700 entrevistados da pesquisa, 13,14% não souberaram responder e outros 2,57% não responderam. No comparativo com a pesquisa Certus divulgada na edição da TRIBUNA DO NORTE do dia 10 de julho do ano passado, houve crescimento de quase três pontos percentuais na desaprovação, e a aprovação se manteve praticamente estável. Há seis meses, os números apontavam que Rosalba Ciarlini tinha a gestão desaprovada por 55,6% e era aprovada por 25,4%.

Já a prefeita de Natal Micarla de Sousa teve um pequeno crescimento na desaprovação. Na pesquisa Certus de seis meses atrás, a administração da capital desaprovada por 88,6%. Dessa vez o estudo mostra que o índice de desaprovação chegou a 89%. A aprovação da prefeita teve uma pequena alta inferior a um ponto percentual, o que também se mostra dentro da margem de erro da pesquisa. Em julho de 2010, 7,8% das pessoas aprovavam a administração de Micarla. Dessa vez 8,57% disseram aprovar a gestão. No novo estudo, 1,71% não souberam responder sobre a administração da prefeita e outros 0,71% não responderam.

PRESIDENTA

Entre as administrações municipal, estadual e federal, a presidenta Dilma Rousseff é a única que consegue manter o índice de aprovação, inclusive crescer acima da margem de erro da pesquisa. A Certus identificou que a gestão do Governo Federal é aprovada por 72,57% das pessoas. Na pesquisa feita há seis meses esse percentual era de 61,4%.

No novo estudo, 18,57% desaprovam a gestão da presidenta Dilma Rousseff, 7,57% não souberam responder e outros 1,29% dos entrevistados não responderam. No comparativo com os números da pesquisa passada, houve uma queda no número de entrevistados que desaprovam a gestão do Governo Federal. Há seis meses eram 25,4% das pessoas.

A pesquisa Certus foi realizada nos dias 6 e 7 de janeiro e entrevistou 700 pessoas em 33 bairros das quatro regiões da cidade.

Índice de "péssimo" do governo chega a 22%

Diante da pergunta sobre como avalia a administração, em uma escala de "ótimo" a "péssimo", a pesquisa Certus apontou que 43,29% das pessoas classificaram o governo Rosalba Ciarlini como "regular". Apenas 3,43% consideraram ótimo e 15,43% disseram ser uma administração boa. Já no conceito de ruim foram 12,86% e outros 22% dos entrevistados disseram ser a gestão péssima.

No caso da prefeita de Natal Micarla de Sousa, o alto índice de desaprovação é estampado também na classificação da administração. 65,14% das pessoas consideram a administração da gestora da capital péssima e outros 14% dos entrevistados disseram ser "ruim". A administração de Micarla é considerada ótima por apenas 1,71% das pessoas e boa por 3,71%. Na pesquisa Certus 14,86% consideram a administração de Micarla regular.

Na classificação das administrações, a presidenta Dilma Rousseff inverte exatamente a curva de reprovação das gestoras municipal e estadual. O Governo dela é considerado bom por 47% das pessoas e ótimo por 15,43%. Na pesquisa Certus, 24,71% considerou a administração federal "regular". Já 3,57% das pessoas disseram ser ruim e 6,29% péssima.

A pesquisa Certus também apontou as aprovações das gestões municipal, estadual e federal dividida por zona da capital potiguar. No caso da governadora Rosalba Ciarlini a maior desaprovação ocorre na zona Oeste. Naquela região ela é desaprovada por 62,7% das pessoas. A maior aprovação da gestão estadual é na zona Leste, onde 27,62% dos entrevistados disseram aprovar a gestão.

Já a prefeita de Natal Micarla de Sousa tem o maior índice de desaprovação na zona Sul, onde 92,5% das pessoas disseram desaprovar a gestão. Na zona Leste está o maior índice de aprovação da gestão municipal, com 14,29% dos entrevistados dizendo aprovar a administração. Sobre a prefeita de Natal, a pesquisa Certus fez uma extratificação por religião e mostrou que a aprovação da prefeita entre os evangélicos alcança o dobro do índice verificado entre os católicos.

Governadora considera que percentual é o esperado

A governadora Rosalba Ciarlini avaliou que os índices de desaprovação da sua gestão, chegando a quase 60%, já eram esperando devido ao ano difícil de 2011. "Encontramos o Estado em uma situação difícil economicamente. Para recuperar o equilíbrio financeiro tivemos que adotar algumas medidas que desagradaram alguns setores, como o funcionalismo (no caso da não implantação do plano de cargos carreiras e salários). Mas o importante é que o Estado está recuperando o equilíbrio financeiro a ponto de ser considerado pelo Tesouro Nacional como o melhor Estado do Nordeste em recuperação financeira", destacou a governadora Rosalba Ciarlini. Ela citou que houve uma redução nos gastos do Governo do Estado,mas, em contrapartida, já foi possível oferecer alguns reajustes, como o caso do magistério, que passou a receber o Piso Nacional do Professor. "Aplicamos um reajuste de 34% no salário dos professores", destacou a chefe do Executivo.

Como medidas de redução de gastos ela citou 43% de diminuição no número de diárias, no comparativo com 2010 e 6,8 milhões de litros de combustível no ano. "Conseguimos economizar 18mil litros de combustível por dia", ressaltou a chefe do Executivo. Ela citou também as medidas para recuperar a credibilidade do Estado junto ao Ministério do Esporte, Governo DFederal e Fifa, conseguindo viabilizar a Copa do Mundo em Natal.

A reportagem da TRIBUNA DO NORTE procurou também o secretário municipal de Comunicação, Jean Valério, para entrevista a prefeita Micarla de Sousa. Ele afirmou que o Executivo não comentará pesquisa. Mas destacou que "a prefeita tem se dedicado a um planejamento estratégico e antecipar vários investimentos importante que a cidade terá".

O secretário citou o exemplo das obras de mobilidade da Copa do Mundo, "que serão iniciadas em fevereiro". Jean Valério também afirmou que a Prefeitura fará a recuperação das avenidas da cidade e a conclusão da "modernização da saúde, com mais uma Unidade de Pronto Atendimento.